TV anuncia Nobel a Gabo e o entrevista. Confira!

Loading...

quinta-feira, 12 de abril de 2007

Quem é Gabriel Garcia Márquez ?


Gabriel José Garcia Márquez, a quem os amigos chamam de Gabo, nasceu às 9 horas da manhã do dia 6 de março de 1928 na aldeia de Aracataca na Colômbia, não muito distante de Barranquilla. Seu pai, homem de onze filhos, tinha uma pequena farmácia homeopática, e seu avô materno era um veterano da Guerra dos Mil Dias, cujas histórias encantavam o menino. Costumavam levar o neto ao circo; às vezes se detinha na rua, como se sentisse uma pontada, e com um sussurro, inclinando-se para ele, dizia: "Ay, no sabes cuánto pesa um muerto!" - referindo-se a um homem que matara. Gabo tinha 8 anos quando esse avô morreu: "desde então não me aconteceu nada de interessante."


A família deixou então Aracataca (a macondo de seus livros) devido à crise da plantação bananeira, e Gabriel estudou em Barranquilla e no Liceu Nacional de Zipaquirá. Iniciou o curso de Direito em Bogotá entre 1947 e 1948, e nessa época publicou seu primeiro conto. Trabalhou como jornalista em Cartagena, Barranquilla e depois em El Espectador de Bogotá, onde fez grandes reportagens e críticas de cinema. Em 1955 ganhou um concurso nacional de contos e foi enviado especial do jornal à Conferência dos Quatro Grandes, em Genebra; estudou no Centro Experimental de Cinema de Roma e fez uma viagem de três meses aos paises socialistas, radicando-se depois em Paris. Em 1956 voltou à Colômbia para casar-se com Mercedes Barcha: tem dois filhos: Rodrigo e Gonzalo. Mais tarde trabalhou como jornalista em Caracas e em 1960 foi para New York como representante da Prensa Latina, agência cubana, nas Nações Unidas, indo em seguida para o México, onde viveu seis anos escrevendo roteiros para cinema.

Como influências que considera importante, Garcia Márquez indica as seguintes: Virgínia Woolf, Faulkner, Kafka e Hemingway, do ponto de vista técnico. Do ponto de vista literário, As Mil e Uma Noites, que foi o primeiro livro que leu aos 7 anos, Sófocles e seus avós maternos.

(Biografia extraída do romance Cem anos de Solidão, da Editora Sabiá.)

5 comentários:

"Viver para Contar" disse...

Tomara que esse blog dê bastante frutos positivos.....eh noix galeraaaa!!!!!

pc guimarães disse...

Pessoal
Gostei da escolha da cor e do layout; tudo a ver com o Gabo. Mas está faltando algumas coisinhas como explicar que o trabalho está sendo feito por alunso (citar o nome de vcs) da FACHA pra disciplina tal e tal etc.
Sacaram?
pc

pc guimarães disse...

http://portalimprensa.uol.com.br/new_focaonline_data_view.asp?code=960

Gentes
Nossos blogs são notícia no Portal Imprensa (da revista Imprensa) em matéria assinada pelo Filipe Cerolim.
pc

Luciana Motta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luciana Motta disse...

O Blog de vocês está lindo. E o tema super interessante. Li três livros dele: Cem anos de solidão, O amor nos tempos do cólera, Do amor e outros demônios. Estou para ler Memória de minhas putas tristes... Qualquer ajuda, só falar. Adicionei o blog de vocês ao de Mídias Alternativas.

El amor en los tiempo del colera

Loading...